quinta-feira, 29 de julho de 2010

MEUS ESQUEMAS TÁTICOS E VARIAÇÕES PARA O BOTAFOGO

ESCALAÇÃO TÁTICA NORMAL:
1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA, 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
--------[3]---------[4]---------
.....................................|
[2]--------------------------[6]
/...................................|
---------------------[5]--------
---------[8]--------------------
.............|
---[10]--------[7]-------[17]---
......|\............|\........../
--------------[13]--------------

4-(2-3)-1: Com apenas 1 homem fixo de área, atacando no 4-3-3, com os dois pontas recuando para congestionar e fechar os espaços do meio de campo, cobrindo e marcando os laterais. Maicosuel pode tanto trocar de posição com Herrera na ponta-esquerda, puxando o argentino para o centro, desestabilizando os sistemas de marcação dos adversários, ou avançando com a bola, para fazer a tabela com o Loco ABreu que faz ótimo pivô.

Minha única dúvida seria, na ausência de um lateral direito de ofício, Túlio Souza ou Somália naquela posição. Somália já jogou e foi (muito) bem neste setor, e Túlio Souza teve a sua melhor temporada (2007) pelo Curitiba jogando por ali. Inclusive Joel já testou a formação com Túlio souza na lateral direita e Somália de 2º volante, jogando os dois no time reserva. Porém, só foram testados em jogo de verdade como alas, fica difícil saber como se sairiam num esquema com só 2 zagueiros.

Eu gosto de líberos, Leandro Guerreiro faria o líbero no meu time, cobrindo os avanços de Marcelo Cordeiro pela esquerda, que teria mais liberdade de apoiar o ataque do que o seu companheiro de lateral direita. Pela direita o apoio seria feito mais com a aproximação do 2º volante (Túlio ou Somália).

A linha de 3 meia-atacantes, com Jobson-Mago-Herrera é, possivelmente, a MELHOR DO BRASIL, quem sabe pode ser superior até à linha de Robinho-Ganso-Neymar, principalmente com a iminente saída do 7 santista (só para citar, o do Inter me agrada deveras: Sóbis-D'Alessandro-Taison).

O último homem de frente é o nosso grande diferencial, sem a velocidade de um André, ou o chute mais forte de Washington, ou o giro rápido de Fred e Kléber, Loco Abreu possui uma capacidade aérea fenomenal, além de ótimo tempo de bola e boa finalização. Com esse tempo de bola e capacidade aérea, chegou perto da artilharia do carioca-10, aplicando, inclusive 2 hat-tricks (um apenas com a cabeça e outro com os pés); além de algumas assistências. Muito parecido com o Klose, da Alemanha: é o cara que realmente assusta, não tem um futebol vistoso ou bonito, mas é necessário que se fique sempre um jogador em sua cola, abrindo buracos na grande área para a entrada dos companheiros de ataque mais rápidos que vêm de trás.

------------------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA CONTRA UMA DEFESA BAIXA:
1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA, 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------
[2]--------------------------[6]
.|....................................|
--------------[8]---------------
---[10]----------------[7]------
..../\...............|......\
---------[13]---[17]------------


3-4-3: Aproveitando-se do fato de uma defesa mais baixa, e sabendo que a melhor arma do BOTAFOGO, não só, mas principalmente, por causa do Abreu, é a jogada áerea. Nesta situação, eu não trocaria os jogadores, só a arrumação deles no campo.

Primeiro seria o recúo de Leandro Guerreiro para a linha de defensores, para dar mais liberdade ao lateral direito. Depois seria fixar a posição do 2º volante, uma outra possibilidade seria a mudança para um volante de maior poder de marcação: Marcelo Matos. Por fim, a centralização de Herrera, transformando o Mago em um ponta-esquerda. Herrera teria que voltar mais para o meio, buscando a bola e trazendo-a dominada.

o defeito deste esquema é a demasiada postura pelos flancos, diminuindo as jogadas pelo meio, deixando o time muito à mercê da jogada áerea. Justamente como jogamos hoje.

A grande mudança em relação ao que Joel já faz no time atualmente (no 2º tempo), além das óbvias mudanças nos nomes dos jogadores, é a intercambiedade dos esquemas táticos. Com uma única ordem do técnico, o time volta imediatamente ao 4-3-3, Herrera voltaria à ponta-esquerda, o 2º volante volta a apoiar, o lateral direito volta a ficar mais fixo, e Maicosuel volta para o meio. O esquema original é mais "equilibrado" e mais "ofensivo", pois permite mais possibilidades de ataque do que a bola alçada na área.

--------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA CONTRA DEFESA LENTA:
1. JEFFERSON; 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 15. MARCELO MATOS, 9. CAIO; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU (11. EDNO), 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------
.....................................|
-------[15]------------------[6]
.|...................................|
[9]--------------[7]-----------
.|
-------[10]--------------[17]--
..........|\....................|
--------------[13]-------------


4-(3-2)-1: Contra uma defesa mais lenta, trocaria o lateral direito por Caio (9) e o segundo volante por um volante de maior poder defensivo (Marcelo Matos, 15). Recuando Leandro Guerreiro para a linha de zaga. Caio jogaria como um meia-ala pela direita, indo e voltando.

Desta forma a defesa adversária ficaria à mercê de quatro velocistas (Mago, Caio, Jobson e Herrera), com a possibilidade da troca de Loco Abreu por Edno, assim Herrera ficaria mais centralizado, e o Edno jogaria bem aberto pela esquerda. O time ficaria muitíssimo veloz, mas verificar-se-ia o maior defeito do time nas rodadas próximas à copa do mundo: a ausência de homem referência de área, e de um finalizador nato, e o esquetre alvinegro ficaria novamente criando muitas situações de gol, mas falhando no momento "H" - quando não se precisa tanto de qualidade técnica, mas de "instinto de matador".


----------------------

ESCALAÇÃO TÁTICA PERDENDO O JOGO:
1. JEFFERSON; 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 16. RENATO, 9. CAIO; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------
.....................................|
-----------------------------[6]
.|...................................|
[9]----------[16]---------------
.|
-----[10]---------------[7]-----
----------[13]-----[17]---------


3-5-2: Perdendo o jogo, no momento de desespero, bota-se o time todo para frente: Recuava Leandro Guerreiro para a linha de zaga, liberava Marcelo Cordeiro para jogar de ala, trocava o ala-direito por Caio. O jogador mais defensivo do meio-campo do time seria o meia-armador Renato.

Centralizando-se Herrera, recuando um pouco Jobson, para vir de trás com a bola pela direita, assim como o Mago pela esquerda.


--------------------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA COM -1:

1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA?, 3. DANNY MORAES?, 4. FÁBIO FERREIRA?, 5. LEANDRO GUERREIRO?, 6. MARCELO CORDEIRO?; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA, 10. JOBSON; 13. LOCO ABREU

--------------[1]---------------
--------[3]----------[4]--------
[2]--------------------------[6]
------------------[5]-----------
-----------[8]------------------
--[10]---------------------[7]--
--------------------------------
--------------[13]--------------


4-(2-2)-1: Se a perda do jogador for da dum homem de frente, ajeita-se o time só no reposicionamento dos atletas, no máximo recompondo o devido setor, deixando o Loco Abreu isolado na frente, para segurar a bola e fazer o pivô.

Se a perda for da de um homem de trás (o que é mais comum de acontecer), teria que sacrificar um dos atacantes, e o escolhido seria, infelizmente, Herrera, que na minha humilde opinião é o menos decisivo dos 4 homens de frente (Mago, Jobson, Loco e Herrera).
ESCALAÇÃO TÁTICA NORMAL:
1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA, 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
--------[3]---------[4]---------

[2]--------------------------[6]
/
---------------------[5]--------
---------[8]--------------------

---[10]--------[7]-------[17]---
\ \ /
--------------[13]--------------

4-(2-3)-1: Com apenas 1 homem fixo de área, atacando no 4-3-3, com os dois pontas recuando para congestionar e fechar os espaços do meio de campo, cobrindo e marcando os laterais. Maicosuel pode tanto trocar de posição com Herrera na ponta-esquerda, puxando o argentino para o centro, desestabilizando os sistemas de marcação dos adversários, ou avançando com a bola, para fazer a tabela com o Loco ABreu que faz ótimo pivô.

Minha única dúvida seria, na ausência de um lateral direito de ofício, Túlio Souza ou Somália naquela posição. Somália já jogou e foi (muito) bem neste setor, e Túlio Souza teve a sua melhor temporada (2007) pelo Curitiba jogando por ali. Inclusive Joel já testou a formação com Túlio souza na lateral direita e Somália de 2º volante, jogando os dois no time reserva. Porém, só foram testados em jogo de verdade como alas, fica difícil saber como se sairiam num esquema com só 2 zagueiros.

Eu gosto de líberos, Leandro Guerreiro faria o líbero no meu time, cobrindo os avanços de Marcelo Cordeiro pela esquerda, que teria mais liberdade de apoiar o ataque do que o seu companheiro de lateral direita. Pela direita o apoio seria feito mais com a aproximação do 2º volante (Túlio ou Somália).

A linha de 3 meia-atacantes, com Jobson-Mago-Herrera é, possivelmente, a MELHOR DO BRASIL, quem sabe pode ser superior até à linha de Robinho-Ganso-Neymar, principalmente com a iminente saída do 7 santista (só para citar, o do Inter me agrada deveras: Sóbis-D'Alessandro-Taison).

O último homem de frente é o nosso grande diferencial, sem a velocidade de um André, ou o chute mais forte de Washington, ou o giro rápido de Fred e Kléber, Loco Abreu possui uma capacidade aérea fenomenal, além de ótimo tempo de bola e boa finalização. Com esse tempo de bola e capacidade aérea, chegou perto da artilharia do carioca-10, aplicando, inclusive 2 hat-tricks (um apenas com a cabeça e outro com os pés); além de algumas assistências. Muito parecido com o Klose, da Alemanha: é o cara que realmente assusta, não tem um futebol vistoso ou bonito, mas é necessário que se fique sempre um jogador em sua cola, abrindo buracos na grande área para a entrada dos companheiros de ataque mais rápidos que vêm de trás.

------------------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA CONTRA UMA DEFESA BAIXA:
1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA, 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------
[2]--------------------------[6]

--------------[8]---------------
---[10]----------------[7]------
/\ \
---------[13]---[17]------------


3-4-3: Aproveitando-se do fato de uma defesa mais baixa, e sabendo que a melhor arma do BOTAFOGO, não só, mas principalmente, por causa do Abreu, é a jogada áerea. Nesta situação, eu não trocaria os jogadores, só a arrumação deles no campo.

Primeiro seria o recúo de Leandro Guerreiro para a linha de defensores, para dar mais liberdade ao lateral direito. Depois seria fixar a posição do 2º volante, uma outra possibilidade seria a mudança para um volante de maior poder de marcação: Marcelo Matos. Por fim, a centralização de Herrera, transformando o Mago em um ponta-esquerda. Herrera teria que voltar mais para o meio, buscando a bola e trazendo-a dominada.

o defeito deste esquema é a demasiada postura pelos flancos, diminuindo as jogadas pelo meio, deixando o time muito à mercê da jogada áerea. Justamente como jogamos hoje.

A grande mudança em relação ao que Joel já faz no time atualmente (no 2º tempo), além das óbvias mudanças nos nomes dos jogadores, é a intercambiedade dos esquemas táticos. Com uma única ordem do técnico, o time volta imediatamente ao 4-3-3, Herrera voltaria à ponta-esquerda, o 2º volante volta a apoiar, o lateral direito volta a ficar mais fixo, e Maicosuel volta para o meio. O esquema original é mais "equilibrado" e mais "ofensivo", pois permite mais possibilidades de ataque do que a bola alçada na área.

--------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA CONTRA DEFESA LENTA:
1. JEFFERSON; 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 15. MARCELO MATOS, 9. CAIO; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU (11. EDNO), 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------

-------[15]------------------[6]

[9]--------------[7]-----------

-------[10]--------------[17]--
\
--------------[13]-------------


4-(3-2)-1: Contra uma defesa mais lenta, trocaria o lateral direito por Caio (9) e o segundo volante por um volante de maior poder defensivo (Marcelo Matos, 15). Recuando Leandro Guerreiro para a linha de zaga. Caio jogaria como um meia-ala pela direita, indo e voltando.

Desta forma a defesa adversária ficaria à mercê de quatro velocistas (Mago, Caio, Jobson e Herrera), com a possibilidade da troca de Loco Abreu por Edno, assim Herrera ficaria mais centralizado, e o Edno jogaria bem aberto pela esquerda. O time ficaria muitíssimo veloz, mas verificar-se-ia o maior defeito do time nas rodadas próximas à copa do mundo: a ausência de homem referência de área, e de um finalizador nato, e o esquetre alvinegro ficaria novamente criando muitas situações de gol, mas falhando no momento "H" - quando não se precisa tanto de qualidade técnica, mas de "instinto de matador".


----------------------

ESCALAÇÃO TÁTICA PERDENDO O JOGO:
1. JEFFERSON; 3. DANNY MORAES, 4. FÁBIO FERREIRA, 5. LEANDRO GUERREIRO, 6. MARCELO CORDEIRO; 7. MAICOSUEL, 16. RENATO, 9. CAIO; 10. JOBSON, 13. LOCO ABREU, 17. HERRERA

--------------[1]---------------
---------[3]---------[4]--------
--------------[5]---------------

-----------------------------[6]

[9]----------[16]---------------

-----[10]---------------[7]-----
----------[13]-----[17]---------


3-5-2: Perdendo o jogo, no momento de desespero, bota-se o time todo para frente: Recuava Leandro Guerreiro para a linha de zaga, liberava Marcelo Cordeiro para jogar de ala, trocava o ala-direito por Caio. O jogador mais defensivo do meio-campo do time seria o meia-armador Renato.

Centralizando-se Herrera, recuando um pouco Jobson, para vir de trás com a bola pela direita, assim como o Mago pela esquerda.


--------------------------------------------


ESCALAÇÃO TÁTICA COM -1:

1. JEFFERSON; 2. TÚLIO SOUZA?, 3. DANNY MORAES?, 4. FÁBIO FERREIRA?, 5. LEANDRO GUERREIRO?, 6. MARCELO CORDEIRO?; 7. MAICOSUEL, 8. SOMÁLIA, 10. JOBSON; 13. LOCO ABREU

--------------[1]---------------
--------[3]----------[4]--------
[2]--------------------------[6]
------------------[5]-----------
-----------[8]------------------
--[10]---------------------[7]--
--------------------------------
--------------[13]--------------


4-(2-2)-1: Se a perda do jogador for da dum homem de frente, ajeita-se o time só no reposicionamento dos atletas, no máximo recompondo o devido setor, deixando o Loco Abreu isolado na frente, para segurar a bola e fazer o pivô.

Se a perda for da de um homem de trás (o que é mais comum de acontecer), teria que sacrificar um dos atacantes, e o escolhido seria, infelizmente, Herrera, que na minha humilde opinião é o menos decisivo dos 4 homens de frente (Mago, Jobson, Loco e Herrera).

QUANDO O REI SUBIU AO TRONO

Quando o rei subiu ao trono
Todos estavam ao seu lado
com seus sorrisos largos, suas tapas nas costas,
seus abraços longos.

O rei queria estar ali?
Talvez, ou num sonho.
Ao subir ao trono, o rei, eram todos sorrisos.

O temponão corre igual areia de ampulheta,
caindo, mas se esvaindo feito o vento,
e o rei, do alto, não via ratos
que esgueiravam feito gente.

Quando os seus olhos finalmente se abriram,
viu que em quem depositava tanta confiança, procurava derrubá-lo,
seus ouvidos começaram a ouvir conselhos e venenos,
foi aí que percebeu: o rei está só!

O rei está só.

Seus conselheiros, traíras, seus amigos, inconfiáveis,
todos olhavam-no pelas costas,
e o rei começou a sentir isso:
as palavras da boca feito pregos.

O rei está só.

O seu trono não é mais o símbolo de seu status,
e donde recebia fiéis - nunca fora.
É a imagem máxima de sua solidão,
abandonado pro todos, vítima do próprio poder.

O rei está só.

E os dias passavam e o rei
cada vez mais mufirno,
cada vez mais ranzinza,
cada vez mais quedo na realidade,
apercebido da própria alienação,
joga-se no profundo negro da sua solidão.

O rei estava só.

E não importa o que acontecesse,
cada vez mais o castelo se inflava,
cheio de ratos, cheio de intrigas.

E novo ainda parecia um velho,
gritava, tentando impor ordem,
e os ratos só se escondiam.
O rei via o rei, falava com o rei,
escrevia para o rei, e aquela
fotografia no espelho era dum sarcófago.

o rei está só.

Na maior de todas as solidões,
enterrado com seus tesouros, jóias,
e tudo aquilo que lhe lembrava seu poder,
o cadáver do rei foi acometido de um súbito choro:
os fantasmas que estavam ali,
nem sequer dialogavam com ele.

Ele estava só.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

NOTAS DOS JOGOS 28-07-2010

Escalações por PVC:
Inter:28. Renan, 15. Nei, 2. Bolívar, 3. Índio, 6. Kléber; 8. Sandro, 5. Guiñazú, 17. Andrezinho, 10. D'Alessandro; 7. Taison, 9. Alecsandro


SãoPaulo:1. Rogério, 3. Alex, 20. Richarlyson, 5. Miranda;2. Jean,10. Hernanes, 8.R.Souto, 6.JrCésar; 16. Marlos; 25.Dagoberto,15. Fernandão


São Paulo joga 4-3-2-1. richarlyson é o primeiro volante, Rodrigo Souto volante à direita marcando Andrezinho, Hernanes pela esquerda.



[SÃO PAULO]
------------------[1]-----------------
-----------[3]-----------[5]----------
[2]--------------------------------[6]
------------------[20]----------------
------------[8]-----------------------
---------------------[10]-------------
[16]------------------------------[25]
------------------[15]----------------


(INTERNACIONAL)
-----------------(28)-----------------
----------(15)---------(3)------------
(2)--------------------------------(6)
----------------------(5)-------------
-------------(8)----------------------
---------(17)-------------------------
------------------------(10)----------
---------(7)-------(9)----------------



[SÃO PAULO] X (INTERNACIONAL)
------------------[1]-----------------
-----------(7)[3]---(9)---[5]---------
[4]--------------------------------[3]
---------(8)------[5](10)-------------
---------(7)[8]-----------------------
----------------------(5)[10]---------
(2)[16]-------------------------[11](6)
-----------(3)----[15]----(4)----------
------------------(28)-----------------


não vi o jogo, só o gol, mas a entrada de Giuliano (11) foi providencial!

Como no jogo em Santos, os homens que saíram do banco resolveram e provaram, cada vez mais, que um time tem que ter, pelo menos, 15 titulares!

Sobre o Gol;
1. QUE PASSE DO D'ALESSANDRO;
2. FOI FALTA;
3. QUE GIRO LINDO, MÉRITO TOTAL DO ATACANTE, BOLA NO CANTINHO, CENI NEM SE MEXEU!

Normalmente, principalmente o torcedor, tende a culpar a má cobertura do zagueiro, tudo bem, estava colado no atacante, mas o giro é perfeito, Giuliano quase não toca na bola, gira só com o corpo, PERFEITO, no contrapé do goleiro, PERFEITO [²]!!

Escalações por PVC:
Vitória:1. Lee, 2. Rafael, 3. Wallace, 4. Anderson Martins 6. Egídio; 5. Vânderson, 7. Neto, 8. Fernando 10. Ramon; 11. Elkesson 9. Schwenck


Santos:1. Rafael, 4. Pará, 2. Bruno Aguiar, 6. Durval, 3. Alex Sandro; 5. Arouca, 8. Wesley, 10. Ganso; 7. Robinho, 9. André e 11. Neymar.


----------------------------------------------------------------------------------------



[SANTOS]
------------------[1]-----------------
-----------[2]-----------[6]----------
[4]--------------------------------[3]
------------------[5]-----------------
------------[8]-----------------------
---------------------[10]-------------
[7]-------------------------------[11]
------------------[9]-----------------


(VITÓRIA)
------------------(1)-----------------
-----------(3)---------(4)------------
(2)--------------------------------(6)
----------------------(5)-------------
-------------(7)----------------------
---------(8)--------------------------
------------------------(10)----------
---------(7)-------(9)----------------


[SANTOS] x (VITÓRIA)
------------------[1]-----------------
-----------(7)[2]---(9)-----[6]-------
[4]--------------------------------[3]
---------(8)------[5](10)-------------
---------(7)[8]-----------------------
----------------------(5)[10]---------
(2)[7]-------------------------[11](6)
-----------(3)----[9]----(4)----------
------------------(1)-----------------


campo curto facilita troca de passes, bom pro Santos.

Que cruzamento do Pará!!!! E o Neymar abusa! Lembrou o gol de Messi na final do campeonato mundial de clubes!!!!

jogão do Pará!! Arouca jogando muito.

ROBINHO às vezes me lembra jogador de showball. o 7 está tão fominha nos seus últimos jogos pelo time da vila, que não pode ter uma chance que chuta à quilômetros de distãncia!!!!

o santos já não encanta mais, Neymar totalmente sumido. O Santos perde um gol, sem goleiro sem nada, a cada 5min. O Santos do início do ano já teria feito pelo menos 4 gols.

o maior erro do vitória, querer jogar como o santos, exagerando no drible, o Santos tem que ser envolvido em toques rápidos, não muito curtos, para não deixar os jogadores do Santos fazer pressão em cima de quem tem a posse da bola.

e QUE Partidaça fez o goleiro do vitória, pegou até pênalti, afinal o Neymar tentou IMITAR, IMITAR, IMITAR, o LOCO ABREU, mas não dá! Lee não teve culpa no 2º gol, JEFFERSON pegaria?, acho que sim, mas há um desnível entre os dois goleiros. Era defensável, mas não houve erro ou culpa do goleiro, que saiu, na verdade, com méritos, e MUITOS: pegou muito, salvou pelo menos 2 gols certos e mais o pênalti supra-citado.

agora o que é técnico com estrela? Todos na torcida pediam a saída do Neymar, mas ele tirou o Ganso e botou o Marquinhos. Eu também teria tirado o robinho, mas o 11 também. Marquinhos fez o 2º gol e o erro da troca ficou mascarado, talvez o Dorival Jr. tenha tentado não queimar o Neymar, pois se o menino tivesse saído ali, logo depois de fazer a idiotice de imitar o LOCO ABREU, teria levado uma vaia fenomenal!

o vITÓRIA me decepcionou, ESPERO QUE JOGUE ASSIM CONTRA O BOTAFOGO NO DOMINGO!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

NOTAS DO JOGO: BOTAFOGO X ALVIVERDE ÍTALO-BRASILEIRO

1. Jobson arrasou de novo! * de melhor em campo para ele! Agora o que foi aquilo? O menino leva dedo na cara, tapa, empurrão, e é ele o expulso? Faz sentido? Ele não devolveu nenhum supapo. O BFR deveria entrar com representação contra este juiz, não faz nenhum sentido.


2. Em falar no juiz: o lance do pênalti. Acho que foi interpretativo. Kleber passa, Fábio Ferreira tira o corpo, mas a perna direita fica. Há o choque. Na minha opinião, completamente interpretativo.


3. Marcelo Cordeiro não fez NADA no jogo inteiro. Com a entrada de um ponta esquerda, ele teve duas chances de cruzar livre sem marcação. RESULTADO: 2 gols.


4. Interessante, o 4-3-3, teoricamente é muito ofensivo. Certo, mas quando o FOGÃO tirou 1 zagueiro e pôs 1 atacante, matou o avanço do lateral direito, deu liberdade ao lateral esquerdo de fazer as assistências, e não levou sufoco.


5. Mas foi só o GLORIOSO conseguir o empate, que Joel tirou 1 atacante (Caio, péssimo de novo), dando liberdade novamente para os avanços dos laterais de Felipão. Joel passou pro 4-4-2. Porém com 2 zagueiros, e com Marcelo Cordeiro avançando só "na boa", o time ficou muito bem postado defensivamente, e levou menos sufoco do que com os laterais avançados e 3 zagueiros.


6. Ótimas entradas de Renato e Túlio. Jogaram muito bem, o 15 fez bastante desarmes, e deu bons passes, o 16 deu boas arrancadas e ótimos lançamentos para o Jobson, criando muitas oportunidades ofensivas.


7. Meu Deus, Lúcio Flávio. E você já foi um dos meus ídolos neste time, está jogando NADA NADA NADA!!! Antes da parada da copa era o melhor jogador do time, as duas, três últimas partidas fez praticamente 1 gol por jogo, puxou arrancadas em velocidade etc. Hoje, NOVAMENTE, sumidíssimo!


8. ALESSANDRO JOGOU HOJE? Muitas vezes quem fez a lateral direita foi o Somália. Pelo amor de Deus meu santo Santana, troca um pelo outro!


9. Antônio Carlos... não sei o que dizer, foi inseguro atrás, não comprometeu, e fez um gol, por hoje fica, qualquer gol a favor salva a maioria das besteiras (até um gol contra se o time não perder!!!). Leandro Guerreiro hoje: horas queria poder apedrejá-lo (quase deu uma assistência PARA O ADVERSÁRIO!), outras horas gostei dele em campo . O Edno sempre me causa raiva, hoje, em certos (E MUITOS) momentos me causou ojeriza!


10. Meu time hoje: JEFFERSON (1); SOMÁLIA (2), ANTÔNIO CARLOS (3), FÁBIO FERREIRA (4), MARCELO CORDEIRO (6); LEANDRO GUERREIRO (5), TÚLIO SOUZA (8), RENATO CAJÁ (10); JOBSON* (18), CAIO (9), EDNO (11).
---------------1-----------------
----------3---------4------------
2-------------------------------6
---------------5-----------------
----------8----------------------
-------------------10------------
18-------------9---------------11


10. Natalino: o rei da incoerência: "O que resolve no futebol é o gol." Se é assim: por que 3 zagueiros e 2 atacantes ao invés de 3 atacantes e 2 zagueiros? (fonte: http://www.lancenet.com.br/botafogo/noticias/10-07-22/794571.stm?futebol-joel-santana-simplifica-o-que-resolve-no-futebol-e-gol).


11. Por isso que reafirmo: GANHA QUEM FAZ MAIS GOLS, QUEM NÃO LEVA SÓ EMPATA!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

NOTAS DE FUTEBOL: FELIPÃO 2002x2010

Estava vendo o esquema de FELIPÃO, afinal o time alviverde que ele dirige jogará amanhã com o GLORIOSO, ao que me ocorreu algo que me chamou atenção: como um xerifão/paizão conhecido como retranqueiro na década de 90, é campeão do mundo, em 2002, com a seleção símbolo de futebol arte, o BRASIL, num esquema, virtualmente, retranqueiro (3-6-1); e, já no ano seguinte, treinando PORTUGAL, montava o seu time no 4-3-3 (na verdade no 4-(2-3)-1), e sendo vice-europeu (só não foi campeão por falta de sorte, MESMO!!), em 2004. Indo pro CHELSEA manteve o seu 4-3-3 e chega no time ítalo-paulistano no mesma esquema.

- não entendeu esses números todos? então leia: http://thiagojpdark.blogspot.com/2010/07/esquemas-taticos.html-

Qual foi a grande mudança de mentalidade de Felipão entre 2003 e 2004? Lembrando de cabeça o time: MARCOS; LÚCIO, EDMILSON, ROQUE JÚNIOR; CAFU, GILBERTO SILVA, KELBERSON, ROBERTO CARLOS; RONALDO GAÚCHO, RIVALDO; RONALDO. Ora, o líbero Edmilson joga tanto de volante quanto de zagueiro. Ronaldo Gaúcho jogava de meia no Brasil e na França, mas foi só chegar na Espanha que tornou-se ponta-esquerda (o melhor ponta-esquerdo do mundo até 2006, e o melhor jogador do biênio 2004-5, com TODOS OS MÉRITOS). Desta forma a seleção brasileira seria quase um 4-3-3. Na fase de grupos, jogando o JUNINHO PAULISTA, o time jogava praticamene no 4-(2-3)-1 que usa hoje, assim como a seleção alemã e holandesa na copa-2010. Na fase do mata-mata, o time jogaria no 4-(3-2)-1, como a seleção espanhola campeã do mundo, e no Barcelona desde Rijkaard até Pep Guardiola.

Esta é uma das grandes qualidades de Scolari: visão de futuro no futebol. Os times dos técnicos mais elogiados hoje jogam neste mesmo desenho de Luís Felipe: MANO MENEZES, DORIVAL JÚNIOR. Pra frente, atacando, e com disciplina defensiva.

lembrete: no futebol GANHA QUEM FAZ MAIS GOLS, QUEM NÃO LEVA SÓ EMPATA.

terça-feira, 20 de julho de 2010

PAI NOSSO

Papai que está todo tempo ao meu lado,
honras e santidades para o seu nome comum de todo dia,
venha, entre, sente-se na minha casa, na minha janela, varanda, no meu peito,
porque cá e aqui dentro é o Senhor que manda, Camarada.


O pão está cada vez mais difícil de comprar,
mas a gente batalha, luta, consegue e não esmorece.
Por isso perdoe a mente suja, a boca suja, o coração e a mão sujos,
assim como a gente faz um esforço danado para ser bom, para aprender a perdoar.


Papai, não me deixe errar assim,
a carne é fraca, o Senhor sabe, foi quem fez,
mas o espírito tem que aguentar a barra, se superar...
E continue assim, fehcando o meu corpo contra todo o mal.

Grato.