quarta-feira, 31 de maio de 2017

DELENDA BAYEUX

Nasce um novo prefeito
O antigo se vai
Mas sua fome fica
São mil milhões de empregos
Criados forjados
Inventados cargos
Vendidos partidos
E distribuídos
De cem em cem trinta
Em trinta ou cinquenta
Entre os vereadores
Todos base são
Com cargos há não
Uma oposição 
Viajam unidos
Demitem coveiro
Discutem prisão
Riem riem riem
Apertam a mão
Abraçam você
Te dá um tijolo
Mas sós eles gritam
"Delenda Bayeux"